Volvo já oferece, sob consulta, caminhões FH que podem rodar com 100% de Biodiesel

16/05/2024

A Volvo está oferendo uma nova versão do caminhão FH com a possibilidade de rodar com 100% de biodiesel (B100). A comercialização, no entanto, está condicionada a uma análise prévia da engenharia da fábrica. Além disso, conforme previsto em regulamentação, o transportador precisará de autorização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), uma vez que o B100 não está disponível comercialmente para uso em veículos no País.

A alternativa atende a um pedido de frotistas que produzem seu próprio Biodiesel, principalmente a partir de soja. Para rodar com B100, esses transportadores precisarão ainda solicitar aprovação da ANP, que tem rígidos controles sobre a produção e estocagem desse combustível para uso veicular. "Ainda é um volume restrito de clientes. Mas estamos empenhados em garantir mais uma possibilidade de utilização de biocombustível, em linha com nossa visão de contribuir para a descarbonização dos transportes", assegura Alcides Cavalcanti, diretor executivo da Volvo Caminhões. Veículos comerciais abastecidos exclusivamente com Biodiesel reduzem entre 30% e 70% as emissões de CO2, dependendo do tipo de matéria-prima usada para produzir o combustível.

Flexibilidade

Para rodar com 100% de Biodiesel a Volvo fez um projeto de motor exclusivo, baseado nos atuais propulsores Euro 6 da marca. Disponível apenas para o Volvo FH, esta nova solução é a única do mercado e o transportador terá a flexibilidade de optar por diferentes proporções de Biodiesel, indo do B14 (diesel S10 com 14% de Biodiesel, atualmente disponível nos postos do Brasil) até o B100 (Biodiesel puro). "Isso traz grande versatilidade no uso dos caminhões, uma vez que podem ser abastecidos também com o diesel S10 disponível no País. Assegura também facilidade no momento da revenda futura do veículo", afirma Jeseniel Valério, gerente de engenharia de vendas caminhões da Volvo.

Além de consulta prévia e aprovação da engenharia da Volvo, o uso do B100 é restrito aos veículos fabricados para essa especificação. "Não é possível usar Biodiesel 100% em caminhões que não tenham sido produzidos para isso. As versões regulares dos veículos estão preparadas para uso com o diesel S10 padrão disponível no País", enfatiza Valério.

Pesquisas globais

A oferta sob consulta de caminhões compatíveis com Biodiesel B100 é um desdobramento de anos de pesquisa e desenvolvimento da Volvo com combustíveis alternativos, com foco na redução de emissões. Globalmente a marca tem ampla gama de opções. Este portfólio inclui Biodiesel, Diesel Verde HVO (óleo vegetal tratado com Hidrogênio) e o Biogás GNL (Gás Natural Liquefeito). Grupo industrial internacional presente em mais de 100 países e com produtos mundiais, a Volvo é capaz de atender a uma grande variedade de necessidades de transportes em diferentes mercados. "Não investimos apenas em tecnologias futuras, mas também em soluções que possam descarbonizar o transporte no presente", informa Roberto Gribosi, estrategista de produto caminhões da Volvo.

Metas ambiciosas

Sempre à frente no oferecimento de soluções ambientalmente corretas, a Volvo tem ambiciosas metas globais nesta área. O objetivo é reduzir em 50% as emissões de CO2 nos veículos ofertados pela marca até 2030 e em 100% até 2040. As novas tecnologias em motores a combustão, movidos a combustíveis cada vez mais renováveis, são importantes recursos para cumprir essa estratégia. Outros dois grandes pilares são os veículos elétricos a bateria (BEV), já disponíveis em vários mercados, incluindo o Brasil (aqui em fase experimental), além dos elétricos impulsionados por célula de combustível (Fuel Cell), já rodando em testes em rodovias da Europa.



google-site-verification=he92oidMsGk8k8v3k0ClPonvSogZ4ZrKkMkm452uIFU