Grupo JCA renova frota com aquisição de 485 ônibus

16/06/2023

Com a compra, Grupo se consolida como o maior operador de ônibus Double Deck do Brasil, com mais de 500 unidades
Nova tecnologia implementada nos veículos permite uma redução significativa de poluentes

O Grupo JCA está investindo cerca de R$ 500 milhões em novas soluções para tornar sua frota ainda mais segura, confortável e sustentável. O montante corresponde à compra de 485 ônibus, com uma nova motorização atendendo ao padrão Euro6, a BlueTec 6, da Mercedes-Benz do Brasil, capaz de promover uma redução de mais de 60% nas emissões de materiais particulados e quase 80% de nitrogênio, quando comparado a veículos fabricados entre 2012 e 2022. Outro diferencial da nova frota são os pacotes de segurança embarcados e adicionados conforme a necessidade de operação - urbana e rodoviária. Todos os veículos têm carroceria Marcopolo.


"Segurança e conforto aliados à sustentabilidade são pilares das operações do Grupo JCA. Havíamos planejado parte desta renovação para o ano passado, mas decidimos aguardar a implantação do padrão Euro6 e optamos nessa compra pelos chassis da Mercedes-Benz, já equipados com a nova motorização, capaz de oferecer uma redução significativa em emissões, com a mesma confiabilidade, robustez e desempenho, para oferecermos o que há de mais moderno em nossas viagens.", comenta o Conselheiro do Grupo JCA, Marcelo Antunes.


O diretor-presidente do Grupo JCA, Gustavo Rodrigues, ressalta que o investimento foi feito mesmo com o mercado ainda se recuperando dos tempos de pandemia. "Consideramos essencial esse investimento para aprimorar a experiência dos nossos clientes. Ainda não alcançamos os patamares pré-pandemia, mas esse investimento na frota vai ser refletido na satisfação dos passageiros."


Os 485 ônibus adquiridos serão destinados para os diferentes serviços: rodoviário, fretamento e urbano. A compra está distribuída nos seguintes modelos da Marcopolo: Paradiso G8 Double-Deck (124), Viaggio 900 (108), Ideale (33), Torino (136) e Micro Sênior (84). Os novos veículos chegam para compor a frota a partir de junho de forma gradativa e serão distribuídos entre todas as empresas do Grupo JCA.


"Esta expressiva venda para o Grupo JCA nos traz dupla satisfação. Em primeiro lugar, por nos dar a oportunidade de novamente atender um grupo das empresas Cometa, 1001 e Catarinense, que são consideradas referências no transporte rodoviário e urbano de passageiros no Brasil e que atestam, mais uma vez, sua confiabilidade nos produtos da nossa marca. Em segundo lugar, porque a escolha dos ônibus Mercedes-Benz para essa grande renovação de frota reafirma o alto padrão de qualidade que entregamos aos nossos clientes. Destaco especialmente a tecnologia BlueTec 6 para atendimento à rigorosa norma Euro 6 de controle de emissões e o pacote cada vez mais completo de segurança ativa, o que reforça o nosso compromisso com a sustentabilidade ambiental e com o ecossistema do transporte responsável", afirma Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.


Ricardo Portolan, diretor de Operações Comerciais MI & Marketing da Marcopolo celebra a aquisição e destaca que "estamos em um período positivo e acompanhamos a expansão dos negócios de empresas focadas no transporte de passageiros. O aumento da procura por viagens rodoviárias, o retorno das pessoas às atividades presenciais e o otimismo gerado pelo fim do isolamento, são oportunidades para compra de novos ônibus e a renovação das frotas para garantir o conforto e segurança dos passageiros".


Pacotes de segurança para cada operação

Segurança é pilar fundamental das operações do Grupo JCA, e por isso todos os novos ônibus contam com pacotes personalizados para cada modelo. Ao todo, há mais de 20 recursos tecnológicos embarcados para contribuir com a prevenção de acidentes. No rodoviário, destaque para o sistema de frenagem de emergência (ABAS), novo sistema auxiliar de freio (INTARDER), freio de estacionamento eletrônico (EPB), assistente de ponto cego (SGA), sistema anti-tombamento, controle de eletrônico de estabilidade (ESP), sistema de aviso de faixa (LDWS), entre outros.


Sobre o sistema de frenagem de emergência, os novos modelos contam com a 5ª geração da tecnologia. Utilizando o radar e as câmeras já acopladas na parte frontal do veículo, agora a funcionalidade detecta, além de objetos em movimento e parados, pedestres e ciclistas que estejam em movimento. O módulo atua em três estágios: alerta audiovisual para o motorista, frenagem parcial caso nenhuma atitude tenha sido tomada e frenagem total, caso o profissional não introduza o pé no freio.


Outra novidade é o assistente de ponto cego. Por meio de dois módulos de radar, ocorre o monitoramento das faixas do lado oposto ao condutor, compreendendo todo o seu comprimento e uma largura até 3,75m. Os sensores são capazes de detectar até 64 objetos simultaneamente, avaliando individualmente o risco que representam e auxiliando o motorista em momentos de troca de faixas e manobras de viragem.


Destaque também para o programa eletrônico de estabilidade (ESP) e o sistema anti-tombamento. É um sistema ativo que começa a atuar quando o ônibus atinge 20 km/h, gerenciando as informações de velocidade, ângulos de esterçamento e rolagem, além de acelerações laterais e lineares do ônibus, melhorando a dirigibilidade e reduzindo riscos de derrapagens. Quando uma situação crítica é identificada, o torque do motor é diminuído eletronicamente e os freios de serviço são ativados até que a situação esteja sob controle. Ou seja, trata-se de um item de segurança passiva, que não necessita de uma interferência do motorista.


google-site-verification=he92oidMsGk8k8v3k0ClPonvSogZ4ZrKkMkm452uIFU