13 de Fevereiro Dia Mundial do Rádio

13/02/2023

Por que celebramos o Dia Mundial do Rádio

A rádio das Nações Unidas foi criada em 13 de fevereiro de 1946. A data foi, portanto, uma escolha natural para celebrar esse meio de comunicação de massa. O Dia Mundial do Rádio foi proclamado na Conferência Geral da UNESCO em 2011, seguindo uma proposta inicial da Espanha. Foi aprovada por unanimidade no ano seguinte pela Assembleia Geral das Nações Unidas, que o declarou um Dia Internacional da ONU.

Por que criar um dia para o rádio? Porque o rádio é um meio de baixo custo e popular, que pode alcançar as áreas mais remotas e as pessoas mais marginalizadas. Ele sempre continua transmitindo quando outras mídias param de funcionar em casos de comunicações de emergência ou após um desastre natural. Por fim, é um meio que tem sido completamente capaz de adaptar-se ao desenvolvimento de novas tecnologias, como a banda larga, a transmissão de áudio digital (digital audio broadcasting - DAB) e os dispositivos móveis.

O objetivo do Dia Mundial do Rádio é conscientizar o público da importância do rádio e incentivar os tomadores de decisão a utilizá-lo para fornecer acesso à informação e melhorar a cooperação internacional entre as emissoras.

E isso funciona! O Dia Mundial do Rádio é um dos dias internacionais mais populares proclamados pelas Nações Unidas. Todos os anos, centenas de estações de rádio por todo o mundo participam do evento. O site oficial do Dia recebe uma média de mais de 100 mil acessos por ano. Após as edições dos últimos anos dedicadas a questões como igualdade de gênero (2014), juventude (2015) esporte (2018), o tema escolhido para o Dia Mundial do Rádio de 2020 é a diversidade.


Posts mais recentes em nosso blog

Seja o primeiro a ler as novidades!

Recentemente, uma série de decisões judiciais veio a público reafirmar a irregularidade dos serviços prestados pela Buser, empresa que oferece fretamento coletivo por meio de plataformas digitais. Essas decisões destacam a ilegalidade do modelo de negócio adotado pela Buser, que tem operado de forma contrária à legislação vigente.

google-site-verification=he92oidMsGk8k8v3k0ClPonvSogZ4ZrKkMkm452uIFU