PROTEÇÃO DOS PEDESTRES E DOS CICLISTAS, FOCO DA METRA NOS CORREDORES EXCLUSIVOS DE ÔNIBUS

20/03/2018

Metra lança campanha "Corredor de ônibus não é brincadeira!" para diminuir invasão nos corredores dos ônibus

São Bernardo do Campo - 20 de março - Com o mote "Corredor de ônibus não é brincadeira!", a Metra Transportes, operadora do Corredor ABD, lança uma nova campanha para reduzir a zero o número de acidentes envolvendo pedestres e ciclistas com os veículos na via exclusiva e alertar as pessoas para evitar ocorrências. A iniciativa está sendo divulgada nos nove terminais que administra, dentro de seus ônibus, em toda a extensão do corredor São Mateus-Jabaquara e nas redes sociais.

"Queremos reduzir a zero o número de acidentes com pedestres e ciclistas no Corredor ABD e alertar as pessoas para os riscos a que estão expostos. Quem viaja nos ônibus dos corredores exclusivos de ônibus da região Metropolitana de São Paulo presencia uma cena quase rotineira: ciclistas e pedestres circulando imprudentemente nas vias do sistema", enfatiza Maria Beatriz Setti Braga, diretora da Metra.

Para evitar esse tipo de ocorrência, a Metra está promovendo neste mês essa importante campanha, porque, por mais que a empresa invista em treinamento de direção defensiva e prepare os seus motoristas para se anteciparem aos possíveis incidentes, é necessário orientar a alertar a população, sobretudo os pedestres, ciclistas, skatistas e patinadores que invadem os corredores.

No panfleto distribuído, os passageiros encontram explicações e orientações sobre as regras básicas para evitar acidentes nos corredores. O material também indica outras dicas importantes para as pessoas como sempre atravessar na faixa de pedestres, olhar para os dois lados e nunca cruzar a via no farol vermelho.

"Muitas vezes um atraso na linha é causado por algum tipo de invasão nos corredores. Apesar de toda a sinalização e da orientação espalhada por todo o trajeto, carros, motos e transeuntes cruzam o caminho dos ônibus criando risco de batidas ou atropelamentos. Os motoristas são orientados a reduzir a velocidade em qualquer ameaça de ocorrência, o que pode acarretar atrasos, que os passageiros nem ficam sabendo", finaliza a executiva.

Crédito das imagens: Daniela Reis